Wednesday, February 21, 2018

poeminha suicida

para não morrer de tédio,
dê um tiro na cabeça,
ou pule de um prédio!
a vida vale quanto pesa;
não tem alívio, nem remédio...


Copyright © 2018 Marco Alexandre de Oliveira
Post a Comment